17

Querida Sue (Jessica Brockmole)

Ficha Técnica:
Nome Original: Letters from Skye
Autora: Jessica Brockmole
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Vera Ribeiro
Número de Páginas: 256
Ano de Lançamento: 2015
ISBN: 978-85-8041-264-2
Editora: Arqueiro
SKOOB | GOODREADS

Oi gente que ama livros, hoje eu venho com a resenha do 28º livro lido em 2017 e foi Querida Sue (Jessica Brockmole). Na época do lançamento deste livro, eu fiquei bem empolgada para ler, mas ele acabou sendo atropelado por outras leituras e apenas agora eu pude conhecer esta história.

O livro nos traz uma troca de cartas entre Elspert, uma mulher que morava em uma ilha da Escócia e escrevia poemas, e um universitário americano chamado David. David ganhou um dos livros de poemas de Elspert e fascinado por sua escrita, resolveu lhe escrever uma carta, agradecendo pela inspiração. Elspert ficou tão feliz com a carta de um fã, que respondeu ao David e assim, eles iniciaram uma troca de correspondência. A questão é que isto aconteceu em 1915, quando o mundo começava a tremer com a Grande Guerra. Elspert, que até então nunca saíra da ilha onde morava e era casada com um homem com quem crescera, viu naquela troca de correspondência, uma chance de ver o mundo lá fora. David, jovem e com ambições artísticas, queria ter contato com alguém de alma sensível e aberta. Então, mesmo que por cartas e com um oceano inteiro entre eles, eles se apaixonaram.

O livro então nos conta uma história de conhecimento e intimidade entre um casal. A forma como as palavras de um, acabou por seduzie o outro e como em determinado momento, não conseguiam mais ficar sem aquela troca de cartas. 

Em dado momento, percebemos que eles perderam o contato e muitos anos depois, a filha de Elspert encontra o conjunto de cartas que ela recebera de David e indaga a mãe sobre aquilo e passo a passo, vamos entendendo o que fez com que aquelas cartas parassem de ser trocadas.

Apesar de ser um livro totalmente epistolar, consegui conhecer profundamente a Elspert, a quem David chamava de Sue. E consegui conhecer também, e me apaixonar pelo David e a torcer para que mesmo com tantos contratempos, o caminho dos dois se cruzasse, e eles pudessem viver aquele amor.

A forma como as cartas seguem no livro, não apenas entre o casal, mas também entre outros personagens que dão um colorido dinâmico ao enredo, é romântico e inteligente. Tanto Elspert quanto David, queriam deixar explícito o seu melhor lado, as suas qualidades, as coisas que se orgulhavam. Mas as cartas também trazem os pequenos defeitos que os tornaram tão humanos para mim.

As últimas cartas me deixaram eufórica e a forma como o romance foi concluído, deixou o meu coração de romântica incurável, muito satisfeita e enquanto leitora, adorei a forma como o livro foi escrito. Mesmo que em cartas, consegui sentir a profundidade de uma linda história de amor.

É um livro muito rápido de ser lido e em função da fluidez da escrita, a leitura se deu em pouco tempo. Então, recomendo para os leitores que querem fazer uma leitura rápida e que querem um romance com duas guerras de pano de fundo. O casal é extremamente bem desenvolvido e todas as circunstâncias que seguram a história, bem argumentadas.
“Creio que nem toda a experiência do mundo seria capaz de preparar alguém para seu primeiro encontro com a pessoa amada.” página 110.
Eu gostei demais e recomendo.


Um pouco sobre a autora: Jessica Brockmole tem 35 anos, é casada e tem dois filhos. Nasceu nos Estados Unidos, mas morou por algum tempo na Escócia, onde escreveu seu romance de estreia à luz de velas, enquanto a família dormia. No Brasil, este é o seu único livro publicado.


Comentários
17 Comentários

17 comentários:

  1. Oi Ivi! Querida Sue já está na minha lista de desejados há meses e até agora não tive a oportunidade de ler, mas a cada resenha fico mais ansiosa! A história parece ser muito linda <3 espero que seja uma leitura marcante pra mim. Parabéns pela resenha <3


    Beijos


    http://nebulosadeflores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Ivi, tudo bem?

    Eu lembro do livro Querida Sue logo quando houve seu lançamento, mas infelizmente estava fugindo de romances batidos, deixei-o de lado. Ainda não sei se estou no momento certo para lê-lo, portanto deixarei a dica anotada para uma oportunidade futura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi,

    Não conhecia o livro e fiquei super curiosa! Vou anotar a dica com certeza! Essa premissa de cartas me agrada muito!

    bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá.

    Confesso que nunca li um livro completamente epistolar e fiquei muito curiosa com a trama. Eu nunca li livros com guerras no plano de fundo e pela sua resenha parece ser bom mesmo, hein? Amei!

    Beijos,
    Respire Literatura

    ResponderExcluir
  5. Olá linda,

    Eu passei por esse livro umas dez vezes nas Americanas e lembro de custar apenas 10 golpes e fiquei na dúvida se levava ou não, mas depois de sua resenha, fiquei encantada com essa troca de cartas e um amor nascido pelo encontro de almas sensíveis.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu adorei esse livro!
    Nossa, fiquei muito emocionada com a trama, ela foi bem diferente do que eu estava acostumada a ler. E a forma como é contada, foi muito diferente. Um lindo livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi Ivi, já vi esse livros algumas vezes mas ainda não tive a oportunidade de ler, fiquei encantada por essas cartas que vc comentou e fiquei curiosa para saber que vão conseguir viver esse amor. Mais um pra lista, bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Comecei a ler a resenha pensando se tratar que mais uma história de amor impossível, e é mesmo XD, mas o fato de ser contado em cartas me deixou curiosa e encantada, dica anotada.

    ResponderExcluir
  9. Olá, eu gosto bastante de romances, e gosto também quando há cartas neles, então estou bem animada para ler esse livro (ainda mais depois da sua resenha) e para saber como e se o caminho dos dois correspondentes se encontrará em algum momento.

    ResponderExcluir
  10. Olá Ivi!!!
    Eu admito que não sou muito fã dos livros que são escritos basicamente através de cartas, porém pela segunda vez me vejo atraída pelo enredo da história e curiosa pelo que o livro irá trazer.
    Achei linda a capa do livro também e já estou torcendo pelos protagonistas.
    Parabéns pela resenha ^^

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Heiii, tudo bem?
    Ainda nao conhecia o livro e achei uma otima pedida para aqueles dias que a gente nao quer algo mais pesado.
    Acho que vou gostar do livro como vc e fiquei curiosa com o final e o rumo dos personagens.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Confesso que o livro não faz muito o meu gênero de leitura, mas a forma como você escreveu sobre ele, me conquistou. Por isso dica mais que anotada. Adoro livros que retratam cartas <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá tudo bem?
    Eu ainda não consegui ler esse livro embora já o tenha aqui em casa. Achei interessante demais a premissa e o fato do cenário ser um pouco antes da Primeira Guerra, pois eu adoro livros com cenários das Duas Guerras. O fato da troca de cartas também me chamou muita atenção. Espero ler em breve.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  14. Também tenho vontade de ler esse livro mas o meu ainda está na estante esperando surgir sua vez na fila. Amo livros com guerras de pano de fundo e adoro ainda mais quando usam esse recurso de cartas, talvez porque eu tenha saudade de enviá-las e recebê-las, espero conseguir ler logo.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Deste o lançamento deste livro ocorreu um grande alvoroço, e tipo, eu lembro que fiquei interessado demais para conhecer, a proposta dele é super interessante, gosto de livros que representam a troca de cartas e tal, acho que isso envolve ainda mais o leitor. Espero ler brevemente!

    Beijos,
    http://www.justificou.tk/

    ResponderExcluir
  16. Olá, esse livro parece ser muito bonito. Sabe que nunca li um livro que é escrito por forma de cartas?. Achei bem iteressante como eles se conheceram e deve ter sido muito lindo tbm a forma como eles descobriram como se ama.

    Não imaginaria ao ver esse livro na minha frente que seria em formato de cartas.

    Como sempre a arqueiro arrasando!

    ResponderExcluir
  17. Oi Ivi, sua linda, tudo bem?
    Sou apaixonada por cartas por isso assim que vi que o livro era baseado em troca de cartas fiquei animada. E depois triste em saber que eles não ficaram juntos. Curiosa para acompanhar a história deles, tenho certeza de que irei me emocionar. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014